contato@draceleste.com.br

+ 55 51 99712.4100

Notícias

A cultura do cancelamento e seus danos.

O tema nunca esteve tão em alta quando o assunto é boicotar determinada pessoa por ela ter sido mal interpretada, feito ou dito algo ruim diante das redes sociais.

E isso não acontece apenas com famosos: pessoas anônimas também podem ter a vida prejudicada devido ao cancelamento…

É saudável debater e problematizar o que as pessoas dizem.

Mas por que não lhes dar uma chance de aprender com esse erro, antes de boicotá-las online?

A palavra diante de tudo isso é reflexão.

Será que vale a pena expor determinada pessoa para obter uma sensação de prazer ou sentimento de justiceiro ou de dever cumprido?

Os constantes xingamentos e exposições típicos da cultura do cancelamento podem gerar problemas físicos e principalmente emocionais.

Há pessoas que terão marcas pelo resto da vida e dificilmente terão uma rotina normal.

O que acontece muitas vezes é uma reclusão, tristeza, ansiedade e até depressão.

A pessoa pode perceber que errou e reconhecer isso, mas terá que sempre se policiar em relação às suas atitudes, gerando ainda mais sintomas de ansiedade.

Nesses casos, será necessário um acompanhamento com médicos e psiquiatras que vão estabelecer um melhor caminho e tratamento para cada indivíduo.

Para algumas pessoas, o tratamento terá que ser à base de remédios, além de consultas periódicas com psicoterapeutas.

  • Cancelar pessoas é uma forma pouco eficaz para apontar erros, podendo trazer consequências negativas para quem cancela e quem é cancelado.
  • Canceladores podem se tornar críticos demais e intolerantes. Criticados podem sentir abandono, desprezo e desconsideração.
  • Todos cometemos erros e nem todos somos cancelados. Dar espaço para o outro amadurecer e saber perdoar é mais eficaz do que um cancelamento.

 

Preencha seus dados

Vamos resolver e trabalhar suas questões, juntos.